31 março 2017

[Resenha] Entre Umas e Outras

Nesta inebriante graphic novel autobiográfica, Julia Wertz (criadora da cultuada HQ The Fart Party) documenta o ano em que decidiu ir embora de São Francisco, sua cidade natal, para ganhar as ruas desconhecidas de Nova York. Mas não se engane: esta não é aquela história manjada de redenção da jovem que supera todas as adversidades ou bobagens desse tipo. É um livro pra lá de engraçado – às vezes incisivo, é verdade –, repleto de ilustrações divertidas, de um humor ácido e de muita autodepreciação. De quadrinho em quadrinho, Wertz passa por quatro apartamentos toscos, sete empregos sofríveis, problemas familiares, viagens fracassadas e uma infinidade de garrafas de uísque.
O que eu achei?
Depois de muito tempo sem ler uma HQ me encantei com a premissa de Entre umas e Outras, história autobiográfica da autora Julia Wertz. Nesta divertida história em quadrinhos ela conta como tudo deu errado na sua mudança para Nova York, sério tudo dá muito errado, quando pensamos que algo finalmente dará certo...dá errado. Desde apartamentos horrendos, trabalhos medíocres, alcoolismo, a HQ conta todos os baixos da vida e ainda contém críticas políticas e sociais bem bacanas que nos fazem refletir sobre alguns pontos.


Recém-formada, desempregada, acabou de levar um pé na bunda, com um irmão viciado, dormindo no closet para alugar o quarto e conseguir uma renda extra Julia vê que São Francisco, a cidade onde cresceu não é mais para ela, assim decide se mudar para Nova York, mesmo tendo uma péssima experiência na sua única visita na cidade ela empacota tudo o que tem em duas caixas e vai recomeçar sua vida. Só que as coisas não acontecem como o planejado.

Como em qualquer mudança Julia não consegue evitar os comparativos da sua antiga cidade com a nova, e ela compara tudo mesmo, Pizza, comida mexicana, estações do ano, linhas de metrô, moradores e até mesmo os mendigos, sim ela compara os mendigos, e descobre que os estereótipos são ao mesmo tempo falso e verdadeiros, cada cidade tem seus prazeres e desprazeres e que cabe a nós escolher o que e onde vale a pena nos adaptarmos ou não.
Quando Julia cansada de sua vida fracassada resolve consolar suas mágoas no álcool e entra numa vibe péssima de alcoolismo a história toma um rumo tenso, por mais que saibamos que ela está bem já que se trata de uma história autobiográfica, é impossível não se preocupar com os rumos que a vida dela pode tomar baseada nessas escolhas, o que também nos faz pensar sobre nossa própria vida e a forma como encaramos nossos fantasmas e no que isso vai impactar no futuro.

Com uma pegada divertida a HQ consegue abordar assuntos considerados tabu, por não falar diretamente como o tema do livro e sim inseri-los dentro do contexto que acontecem, ou seja, no cotidiano das pessoas.Com diálogos super corriqueiros é muito rápido e gostoso ler e se divertir com as histórias vividas por Julia, o traço também facilita muito a leitura, é lindo, fluido e completamente preto e branco, o que particularmente eu amo.

5 comentários

  1. Gostei da coragem da autora,em compartilhar sua história não tão feliz assim,em sua mudança de cidade.
    Deu até pena !

    Bem,e o mais interessante é que é um HQ,que tem a sua graça!

    Gostei!

    ResponderExcluir
  2. Adoro HQs
    super legal essa retratar o "drama" vivido por quem se muda. Realmente de inicio não é fácil a adaptação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. eu adoro HQ e apesar de não ser muito fã de biografias as últimas HQ nesse estilo que eu li me agradou muito
    já é complicado mudança, adicione desemprego fica milhões de vezes mais problemático
    ela deve ter tido muita coragem para contar uma parte "negra" da vida

    procurar saber mais do traço dela para saber se leio ou não

    ResponderExcluir
  4. Mayara!
    Desde o ano passado inclui as HQs nas minhas leituras novamente e sempre que vejo uma com bom enredo e ilustrações, anoto a dica.
    Agradeço!
    Desejo um mês repleto de realizações e uma semana de luz e paz!
    “ Eu creio que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster das ameaças verbais ou insultos.” (Maquiavel)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  5. Oi Mayara!
    Gosto muito desse formato de HQs e essa parece bem interessante e divertida. Até porque conta a história real de uma jovem muda de cidade e tem que aprender a se adaptar do outro lado do país, além das comparações que Julia faz o que deve render boas risadas.

    ResponderExcluir