Novidades

[News] Home school: como organizar a rotina com as crianças neste período desafiador

As escolas suspenderam aulas presenciais e a maioria dos escritórios entraram em home office a partir dessa semana, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, que aconselha isolamento domiciliar e redução do contato social para reduzir as chances de transmissão do coronavírus. Para as instituições de ensino, foi recomendado o planejamento de antecipação de férias, para diminuir prejuízos no calendário escolar, até mesmo com a possibilidade de utilizar o ensino à distância.

Neste cenário, a população mais do que nunca precisa se organizar quanto às rotinas, principalmente das crianças. Para os adultos, pais e mães que continuam trabalhando é preciso adaptar os horários, estruturas e jornadas de trabalho, com novas formas de estudos e de  relações humanas.

De acordo com Luiza Mendonça que é mãe, consultora educacional para famílias e escolas  e criadora do AppGuardian https://www.appguardian.com.br/
 - aplicativo de conexão entre pais e filhos que oferece ferramentas para auxiliar as famílias nas mudanças de hábitos digitais - as reuniões via videoconferência começam a fazer parte da rotina dos pais. Já as crianças, devem redirecionar suas  horas de Internet
 para estudos e pesquisas, e não mais para redes sociais.

Para se ter uma ideia, ano passado o AppGuardian fez um levantamento entre os usuários, e constatou que crianças de 5 a 12 anos e adolescentes até 14 anos passam em média 5 horas por dia em frente às telas, sendo 40% do tempo no Youtube, 35% em Jogos Online e 25%
 em Redes Sociais.

Manter horário de estudo e rotina ao acordar. 
Se a criança estuda no período da manhã, por exemplo, a orientação é para que continue acordando cedo, troque de roupa e vá estudar, por mais confortável que seja ficar de pijama o dia todo. Para o filho, pode parecer libertador no início, mas também pode se tornar problema caso ele não siga os próprios hábitos
 e se perca com facilidade entre suas próprias tarefas. Por isso, os pais devem ajudar seus filhos a manter o mesmo horário de estudos e acompanhar a grade recomendada das escolas.

Rever o restante da rotina diária junto com a criança.
As constantes interrupções são verdadeiras inimigas
 do trabalho e estudo em casa. No caso das crianças, as telas (celular, tablet e TV) podem ser as principais fontes de distração. Então, a recomendação é convidar o filho a fazer sugestões sobre a rotina ao celular e tablet,
depois decidir o que irá ser feito e compartilhar as decisões junto com ele. No app AppGuardian, que ajuda pais a organizarem a rotina de uso de telas das crianças, as funcionalidades "Rotina de Uso" e "Tempo de Tela" podem ser ótimas ferramentas para fazer valer os combinados entre pais e filhos.

Para pais e mães que trabalham.
As mesmas dicas servem para quem fizer home office nos próximos dias. As notificações dos aplicativos, por exemplo, dependendo do trabalho, podem ficar desativadas. Assim, é possível mantém a concentração com mais facilidade. Escolha alguns momentos do dia para ver o WhatsApp, ao invés de se distrair a cada
 mensagem que chega.

“É importante, nesse momento, termos consciência que as rotinas diárias irão mudar e que precisaremos
 nos adaptar a elas e está tudo bem, isso faz parte do processo. Reorganizar os horários da família é muito importante para evitar situações de estresse, irritação e conflitos. Conversar de forma transparente com as crianças sobre a situação atual é uma maneira
 de fazê-los entender o que está acontecendo no mundo e porque o isolamento é necessário. E, claro, reavaliar horas de uso da internet com ajuda de aplicativos de controle parental como o AppGuardian é um ótimo recurso para se encontrar um maior equilíbrio
 entre atividades on-line e off-line nesse período desafiador.” finaliza Luiza.


Sobre o AppGuardian
Lançado em 2018, o AppGuardian é o primeiro app de conexão parental 100% nacional e com suporte em português, totalmente personalizado com a realidade de cada família. Com o AppGuardian, os pais conseguem administrar o tempo das crianças nos smartphones e tablets, organizar a rotina do dia a dia em frente às telinhas - proporcionando segurança e praticidade. Por meio de sua tecnologia, usando um único aplicativo, é possível estabelecer limite diário de uso das telinhas, localizar os filhos em tempo real, bloquear o acesso ao celular e/ou tablets, configurar bloqueio de aplicativos como jogos e redes sociais, além de verificar quanto tempo os filhos passaram conectados e visualizar o histórico de aplicativos instalados e desinstalados. Além disso, a startup também disponibiliza o navegador “Navegação Segura”, que acompanha conteúdos acessados pelos filhos, incluindo vídeos de Youtube, e que  protege os filhos dos riscos do acesso generalizado à internet, já que filtra e bloqueia conteúdos impróprios, como sites pornográficos.
 Idealizado por uma mãe brasileira, o AppGuardian é grátis e disponibiliza também upgrade para versões pagas com acesso ilimitado a todas as funcionalidades.


Nenhum comentário