01 setembro 2017

[Resenha] Cidades e Soluções

Discutir as cidades para salvar o planeta! A maior parte da população mundial vive hoje nas cidades – essas aglomerações de pessoas e concreto em que sobram problemas e falta planejamento. A urbanização desordenada traz inúmeros desafios e uma certeza: não há solução para a humanidade que não passe necessariamente pela transformação das cidades. Escrito por André Trigueiro, jornalista especializado em gestão ambiental e sustentabilidade, Cidades e Soluções: como construir uma sociedade sustentável é um livro fundamental para o debate sobre o que precisa mudar para assegurar a sobrevivência do planeta. No ar desde 2007 pelo canal por assinatura GloboNews, o programa de TV homônimo se dedica a apresentar experiências capazes de melhorar a qualidade de vida dos habitantes das cidades por meio do uso inteligente e sustentável dos recursos naturais. O acervo acumulado nos dez anos da atração inspirou a realização desta obra, que expande o conteúdo da TV ao oferecer dados, informações e abordagens inéditos. Dividido em nove grandes temas, o livro é construído com textos curtos e objetivos voltados aos públicos mais variados. Ao fim de cada capítulo, Trigueiro apresenta um resumo de entrevistas com personalidades de influência internacional, como Noam Chomsky, Al Gore, Jeffrey Sachs, Vandana Shiva, Muhammad Yunus e Achim Steiner, entre outros. Há também a seção “Ecodicas”, que traz sugestões sustentáveis de fácil aplicação no dia a dia. O recado é claro: ou corrigimos o rumo, ou pereceremos. Nesse cenário, Cidades e Soluções é uma obra relevante e necessária. Mais do que isso, expõe que é nos tempos de crise, como a que vivemos hoje no Brasil, que a busca por alternativas se torna ainda mais urgente e valiosa, reforçando o poder dos bons exemplos e sua capacidade de disseminação.

O que eu achei?
O livro Cidades e Soluções, do jornalista André Trigueiro, é um apanhado de textos retirados do programa que possui o mesmo nome do libro, transmitido pela GloboNews. A temática central do livro pode ser resumida a uma única palavra: sustentabilidade.

O livro é dividido em temas (água, energia, biodiversidade, etc), e em cada uma dessas partes, pequenos textos discursam sobre pontos específicos, já apresentados nos programas, mas de forma mais direta, e sucinta. O conteúdo é simples, sem muita daquelas informações e palavras técnicas complicadas, fazendo a leitura ser fluida e fácil de acompanhar. Toda a base conceitual é científica, estudada e comprovada, sem ideias ou ideais utópicos, mostrando que mesmo pequenas atitudes cotidianas podem ajudar para melhorar nossa condição de vida e a “saúde” do planeta em que vivemos.

O livro, além de informar os efeitos do descaso com o planeta, explicar e ensinar, além de incentivar, atitudes e medidas sustentáveis que, por vezes, podem ser muito práticas e acessíveis, traz também verdades cruéis. Ele segue a ideia de ação e reação: se continuarmos a agirmos assim, coisas ruins irão acontecer, cedo ou tarde (talvez Lei de Murphy seja mais apropriado), trazendo além de questões cientificas, questões onde a sociedade, o indivíduos e os governos são analisados e colocados na balança, avaliando suas influencias e responsabilidades no que diz respeito a nossa atual situação, tanto do ponto de vista de preservação quanto do uso desmedido – ou abuso. Além disso, ao fim de cada capítulo, há a transcrição de entrevistas feitas com estudiosos importantes de cada área, também transmitidas pelo programa.

Apesar do conteúdo ser bem interessante e necessário, o livro deixa muito a desejar. Mesmo com textos curtos e de fácil entendimento, a leitura se torna monótona às vezes. Me parece que falta algo que faça com que o leitor se conecte com mais profundidade ao que está lendo, e não se sinta em uma aula de Gestão Ambiental – eu tive aulas dessa matéria e me senti assim enquanto lia.

No geral, o conteúdo é bom – e importantíssimo -, mas não me fez adorar a leitura. Uma ótima maneira de utilizar esse livro, talvez, seria colocá-lo como leitura nas escolas, promovendo discussões e aplicações de alguns pontos abordados.

Nenhum comentário

Postar um comentário