16 maio 2017

[Crítica] O Rastro

João Rocha (Rafael Cardoso) um jovem e talentoso médico em ascensão, acaba encarregado de uma tarefa ingrata, supervisionar a transferência de pacientes quando um hospital público da cidade do Rio de Janeiro é fechado por falta de verba, Quando tudo parece correr dentro da normalidade, uma das pacientes, criança, desaparece no meio da noite, levando João para uma jornada num mundo obscuro e perigoso.                                                                                                                               
O que eu achei? 
Conhecido por novelas como Lado a Lado, Jóia Rara e Além do Tempo, Rafael Cardoso encarna o doutor João Rocha, um clínico geral estabilizando a carreira e seu chefe, o diretor do Hospital São Tomé (outrora um dos mais prestigiados do Rio de Janeiro) Heitor (Jonas Bloch de Vidas Partidas e o escaravelho do diabo) o encarrega de cuidar dos pacientes que foram recentemente transferidos para lá e que foram transferidos para outras alas.

João mora com sua esposa, Leila (Leandra Leal, de O lobo atrás da porta e O cravo e a rosa) que está grávida. Ele conhece uma paciente nova, uma garota de uns 9 anos chamada Julia de Souza que foi parar no hospital e parece sofrer de delírios. Ela implora ao doutor João para salvá-la e ele responde que fará seu melhor. Pouco depois, ela desaparece sem deixar rastro e João parte em seu encalço.


O estado do Rio de Janeiro está passando por uma crise econômica, influenciando a área de saúde e força os hospitais fecharem. Ao investigar o paradeiro de Julia e descobrir coisas sobre o hospital que ele jamais imaginaria, João se envolve com segredos escabrosos e uma verdade terrível envolvendo todos à sua volta, incluindo sua colega, Dra. Olívia Coutinho (Cláudia Abreu).

As atuações de Rafael, Leandra e Rafael foram exemplares e o longa ainda conta com uma participação especial de de Domingos Montagner, que morreu afogado nadando em um rio em Sergipe em setembro do ano passado. Um bom suspense nacional. Recomendado para fans de filmes como O orfanato.

Trailer:

5 comentários

  1. Oi Clara, não conhecia o filme, e fiquei bastante interessada!
    Como gosto de um bom mistério e suspense, não tem como não ter vontade de assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaína,

      Eu também me amarro em um bom suspense e esse manterá seus olhos grudados na tela até o final. Depois me fala o que achou.

      Excluir
  2. Oi Clara
    Adoro filmes que envolvam mistérios e tenham essa pegada de suspense com ação. Esse lado investigativo aguça bastante a curiosidade de quem assiste.
    Otima dica
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Aichha,

    E sendo filme nacional, melhor ainda, né ? Espero que goste.Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim verdade Clara!! nada melhor do que prestigiar o cinema nacional!

      Excluir