15 março 2017

[Resenha] Uma Real Leitora

Sinopse: Divertido e subversivo, Uma real leitora oferece o argumento perfeito para a leitura, escrito por um de seus grandes adeptos, Alan Bennett. É notório que a rainha inglesa nutre uma paixão desmedida pelos cães da raça welsh corgi. De comportamento gregário, adoram correr em bando pelas aléias de Buckingham. Um dia, a alegria exagerada de alguns deles chama a atenção da rainha. Ao chegar à varanda do palácio, Sua Alteza presencia os cachorros latindo para um furgão estacionado. Curiosa, não hesita em vencer os pequenos degraus e descobre a biblioteca itinerante. É o início de uma grande paixão pela leitura, que terá como guia Norman, um controvertido empregado do palácio. De uma hora para outra, Sua Alteza torna-se assídua frequentadora da biblioteca. Henry James, Charles Dickens e Marcel Proust são seus novos companheiros. Uma real leitora é um delicioso romance sobre a paixão de ler, e sobre como, mesmo nas mais superiores esferas de poder, os livros nunca podem ser desprezados.
O que eu achei? 
Uma Real Leitora foi um presente mais que maravilhoso, que ganhei da minha filha (postiça), de Natal. Além de ser pequeno, ele é exatamente o que esperava de uma fábula moderna (que até então, nunca tinha cruzado com uma). Apesar de ter muitos nomes que eu não conhecia, o livro se mostrou bem comprometido com sua moral, com toques de humor e seriedade no momento certo. 

Você começa em um momento cotidiano da rainha da Inglaterra, mostrando como ela cumpre seus deveres, como é sua relação com os serviçais do castelo e afins. Até que ela cruza com essa biblioteca, e para não fazer desfeita ao dono, acaba levando um livro. Sem perceber, ela começa a devorá-lo de uma hora para outra, e quando vê está mais interessada ainda na literatura. 

Pode parecer uma história tola, e que a leitura não prejudica em nada a monarca... Mas é aí que nos enganamos. Alan Bennett quis trazer uma grande moral sobre a importância da literatura em geral para a vida humana. Quando a rainha começa a ler, e tenta ter conversas mais profundas, ou até mesmo sobre o assunto que a interessa tanto, vê como a maioria das pessoas a ignora, ou tentam agradá-la com alguma resposta vazia. 

Eu o achei bem diferente de todos os outros livros que já li. Para quem é adepto a ler clássicos, vai adorar todas as referências a partir da sinopse que está acima. Agora, para pessoas como eu que não se interessam tanto por essa parte, vai gostar mesmo assim. Porque? O importante aqui não são as referências, e, sim, o que o autor que passar com essa história fantasiosa. 

Uma dica para você que se interessou por ele: Existe o Projeto Mais Leitura, que traz livros que são caros em livrarias e sites, por apenas R$ 2 ou R$ 4. E foi de lá que veio este presente mega especial, e com certeza tem mais exemplares à venda. 

6 comentários

  1. Sérgio!
    Acredito que a maior lição que o autor quis passar é que: o importante é ler, seja na fidalguia ou no proletariado, e, que essa paixão pode ser proliferada através de clássicos ou não.
    Achei interessante a proposta do livro.
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sérgio
    Não conhecia o projeto Mais Leitura, achei bem legal e vou dar uma espiada kkk
    Adorei a proposta do livro, realmente muitas pessoas devem apenas concordar com tudo que a rainha diz sem nem sequer usar a mente e a vontade própria.
    Me interessei <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei descobrir esse projeto Mais leitura.
    Que bom poder conseguir comprar livros caros por um preço bem mais camarada.
    E quanto ao livro,adorei como a rainha começou a amar o mundo da leitura.
    E essa descoberta é sempre mágica!

    ResponderExcluir
  4. realmente parece ser uma história bem diferente mesmo
    e acho que qualquer pessoa que lê percebe isso... que a maioria das pessoas ignoram a conversa
    vc acaba ficando sem ninguém para conversar, até achar outra pessoa que gosta de ler (um dos motivos que eu fico passeando pelos blogs)
    chorando aqui muito, pois não tem o projeto mais leitura para cá. ;(

    ResponderExcluir
  5. Achei a sacado do livro genial, pegar uma influente figura do mundo político pra mostrar o que um livro pode fazer pra vida dessa pessoa, exemplo claro quando a rainha passa a querer diálogos mas profundos do que só conversa superficial. Adorei o enredo e vou procurar o quanto ele está na Saraiva.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sérgio!
    Não conhecia o projeto Mais Leitura, mas achei o máximo, assim como o livro. Acredito que o leitor poderá acompanhar a rainha nessa viagem ao mundo literário e também conhecer mais sobre os clássicos e a importância da leitura.

    ResponderExcluir