07 fevereiro 2017

[Resenha] Rush sem Limites #EspecialAbbiGlines

Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz - seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo - porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto.
O que eu Achei?
Sabemos que Rush guardava um segredo que arrasou Blaire em Paixão sem Limites, mas nunca soubemos como ele se sentiu ao se aproximar e envolver cada vez mais com ela e ainda preservar seu segredo que destruiria tudo, bom, isso está prestes a mudar.
Em Rush sem Limites voltamos ao ponto em que a história começa em Paixão sem Limites, mas agora o livro é narrado inteiramente pelo ponto de vista do Rush, então vamos desvendar alguns segredos do que se passa na mente dele, e entender muito melhor o dito badboy Rush Finlay.
Quando estávamos no ponto de vista de Blaire éramos tão ingênuos quanto ela, enquanto agora começamos o livro já sabendo o segredo e vemos o esforço constante de Rush em resistir a tentação e não se envolver com Blaire, por saber o que ela representa para sua família, quanto pelas suas atitudes no passado que sem saber alterariam drasticamente o rumo da vida de Blaire.
O interessante do livro é ver como Abbi Glines descontruiu a imagem que tínhamos do Rush no primeiro livro, afinal, antes só sabíamos como as outras pessoas o enxergavam, como ele mantem sua fachada de pegador enquanto se envolve cada vez mais com Blaire e vive um dilema em sua cabeça, é bonito ver o momento em que ele decide parar de lutar contra e se entregar a atração que tem com Blaire, mesmo sabendo que assim que ela descobrir tudo que ele esconde o relacionamento terá fim. Rush se mostra uma contradição ambulante afinal o filho de um astro do rock só queria da vida curtição, ele não esperava se apaixonar um dia, muito menos pela garota que passou a vida odiando para proteger sua irmãzinha.
O livro, como os demais da série, é muito bem escrito e a fluidez do enredo assegura uma leitura rápida e muito divertida. Apesar de ser o 1º livro, Paixão sem Limites, contado por um novo ponto de vista o livro traz alguns spoilers dos outros livros, então só o leia depois de ter lido os 3 primeiros, ok?! Este livro complementa a história deste primeiro casal da série, e nos ajuda a matar a saudade de um dos personagens literários mais amado pelo público que é Rush.

2 comentários

  1. Gostei muito da história de Blaire e Rush. Apesar dele me irritar muito com algumas atitudes que tomou e indecisões.

    E adorei principalmente, por não ser uma história arrastada, em que precisa de mil páginas para se desenvolver.

    ResponderExcluir
  2. Ganhei esse livro e já estou ansiosa para ler, apesar de Rush tirar muitas leitoras do sério acho que vale a pena dar aquela sofrida kkk

    ResponderExcluir