04 agosto 2017

[Resenha] S.O.S. Amor

Quando percebi que boa parte das garotas que me escrevem nas redes sociais pedem conselhos amorosos, senti a necessidade de conversar mais de perto com essas meninas que, assim como eu, estão descobrindo e vivendo seus primeiros relacionamentos. E existe melhor maneira de fazer isso do que num livro? São tantas perguntas que povoam nossas cabecinhas quando falamos de relacionamentos que às vezes fica muito difícil conseguir entender o que se passa em nosso coração. É por isso que eu estou aqui, amiga: para te ajudar! Mais do que um “S.O.S. amor”, este aqui é nosso espacinho, de amiga pra amiga. Tenho certeza de que temos muuuuitas coisas em comum, e é por isso que acredito que compartilhando um pouquinho das minhas experiências vou poder te ajudar nos assuntos complicados do coração! Então, bora lá?
O que eu achei?
A Youtuber Flavia Pavanelli aborda em seu livro um dos mais temais mais popular entre os jovens: relacionamentos. Com uma linguagem descontraída, direta e espontânea, ela discorre sobre cada momento de um relacionamento, desde como e onde pode-se encontrar alguém especial, até o namoro, passando pelos términos, traições tudo o que pode acontecer em um relacionamento.

A leitura é bem tranquila e rápida (eu o li em um dia; algumas horas na verdade), onde a youtuber parece estar conversando com quem está lendo. Há algumas interatividades no livro, como testes para saber se isso ou aquilo sobre suas atitudes ou a do menino que você gosta (sim, o livro é direcionando apenas para o público feminino). Contudo, apesar do tema ser interessante e ter um leque extremamente amplo de abordagem, o livro caiu na mesmice adolescente, cheio de clichês e regras fúteis.

Sim, isso faz sentido para muitas meninas, mas para mim, não fez sentido algum. Além do mais, o livro se mostrou contraditório em muitos momentos: em determinado ponto, a regra era “seja você mesma, não tente mudar”, depois, “fale de coisas que você saiba que boy vá gostar”. Sem contar que existe um sem-número de regras de conduta em redes sociais, o que, de acordo com o livro, criará uma imagem de que você está afim mas não está desesperada – o que vai totalmente contra o conceito de “seja você mesmo”.

Eu sinceramente não gostei da forma como o livro abordou o tema, visto que acredito em coisas completamente diferentes e opostas quanto ao comportamento em um relacionamento amoroso. Acredito que para as jovens que gostam de ler revistas adolescentes possam encontrar algum divertimento e reconhecimento nesse livro, apenas.


Nenhum comentário

Postar um comentário