14 dezembro 2016

[Crítica] Rogue One: Uma História Star Wars


Sinopse: No primeiro filme derivado da franquia Star Wars, guerreiros rebeldes partem em missão para roubar os planos da Estrela da Morte e trazer nova esperança para a galáxia.

O que eu achei: 

Sabe aqueles longas que tiram o seu fôlego? Então, Rogue One consegue fazer isso e muito mais. Com uma série de efeitos especiais, caracterizações, emendas na história que sucede o filme, eu, talvez, possa dizer que este tenha sido um dos melhores (se não o melhor) filmes do ano. 

Pasmem, eu não sou fã de Star Wars. Nem um pouco. Assisti dos episódios IV ao VI, tentei ver os três primeiros, mas não me chamaram a atenção para continuar. Este foi o único da série que conseguiu me manter preso durante as duas horas que ele começou. Diferente dos outros filmes da franquia, este tem início, meio e fim próprio, não dando palha para uma possível sequência com os mesmos personagens e enredo. Não, você segue direto para 'Uma Nova Esperança'. 

Os personagens são extremamente bem construídos, sem falar na aparição de um dos vilões mais icônicos do cinema: Darth Vader. Em seus poucos minutos de ação, conseguiram mostrar, novamente, a sagacidade e perversividade que o vilão possui. A protagonista Jyn Erso é forte e quase toda a história cai em cima de suas costas - o que a atriz Felicity Jones consegue desempenhar muito bem. Preciso comentar sobre os momentos de 'quebrar o gelo' com o K-2SO, que é um dróide do Império que foi reprogramado para ajudar os rebeldes, mas... Como eu disse, anteriormente, é um filme de início, meio e fim por si só. Ou seja, tudo que você vê ali, se encerra antes dos créditos rolarem. 

Tenho que destacar, principalmente, os efeitos especiais (Afinal, Star Wars... O que eu poderia esperar?), caracterizações, atuações e tecnologias usadas são de ponta. Não tem como você não se encantar por todos os cenários, seja a base rebelde Yavin 4, ou a cidade santa de Jedah - e que pra quem não sabe, rolou uma pesquisa muito interessante para a construção dos dois sets de filmagem, e vale a pena conferir o resultado. 

Se você deve ir assistir Rogue One? Claro! Por que não? Ele é tão bom para os fãs, que podem matar saudades do universo, assim como é ótimo para quem quer conhecer Star Wars. 





Um comentário

  1. Adorei a resenha, estou doida para ver esse filme tão falado. Depois que Disney começou a produzir saga filme bem mais atraente para assistir.

    www.sramaia.blogspot.com

    ResponderExcluir