28 novembro 2016

[Resenha] Depois daquela montanha


Sinopse:
O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.


O que eu achei? 

O livro é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista do cirurgião ortopedista Ben Payne. O livro se inicia com a perspectiva de um homem que acaba de sofrer um acidente, e que fica indo e voltando entre perda e volta de sua consciência, em seguida somos envolvidos por momentos que antecederam um acidente de avião. A partir daí conhecemos Ashley e Groove, outro passageiros do voo.

Ashley é uma jornalista que escreve sobre bastidores, um pouco do mundo da fama, alta com seus cabelos curtos e sofisticada, Ben se encanta a 1ª vista, mesmo sendo casado desenvolve uma conversa animada com ela. Um encontro com o acaso , onde ambos aguardam a  liberação de voo, em meio a uma tempestade de neve. Logo descobrem que os voos demorarão muito para sair, atrasando suas vidas, enquanto Ben quer chegar em casa atempo de passar um tempo com sua esposa antes da próxima cirurgia, Ashley tem que ir de encontro a seu noivo, pois seu casamento se aproxima. 
Quando tudo parecia interferir para que os planos de ambos não seguissem, Ben conhece Groove um piloto autônomo que leva "um bolo" de seus clientes, fazendo com que Ben tente de uma outra forma chegar em casa. Assim que fecha o acordo com Groove, Ben procura Ashley e oferece um lugar no avião, ela mais do que rapidamente aceita, se somente se ele aceitar dividir as despesas. 
Durante o curto trajeto do avião, os três conversam sobre animosidades da vida, e cada qual fala sobre o amor de sua vida, até que de repente entre uma conversa e outra, eles são surpreendidos pelo mal súbito do piloto e caem com o avião, após baterem em uma montanha.

Ben terá que suportar o impossível e agir para cuidar das necessidades mais básicas de Ashley que teve uma fratura na perna. A partir deste momento temos um Ben disposto a fazer todos o possível pela sobrevivência de ambos, em nenhum momento do da, ele pensa em deixar Ashley para trás. 
Numa temperatura degradante onde horas e das terão que ser contadas aos poucos, e tudo é questão de sobrevivência, ambos vão sobrevivendo a base de café e um monte de frutas secas nos primeiros dias. Os dias são longos e dolorosos, pois assim como Ashley, Ben se machucou na queda do avião, como médico suspeita ter machucado as costelas. Em meio a estas dificuldades e com um humor atípico, Ashley vai superando suas dores, sejam internas, físicas ou a de não ter podido casar. 
Passam- se dias até que Ben toma a decisão de sair de seu refúgio, bem próximo a queda do avião e se arriscar, a partir daí começa uma nova jornada, aos poucos Ben vai caçado e alimentando ele, Ashley e o cãozinho que sobreviveu ao acidente junto com eles. O relacionamento entre Ben e Ashley é do tipo médico e paciente, e eles se completam entre a razão e a emoção.

O livro é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Ben, horas vemos ele totalmente envolvido em sua convicção de sobreviver, horas achando que não conseguirá. É uma das melhores leituras do ano, Charles Martin é uma grata surpresa no que se trata de romance e aventura, detalhista nos mínimos detalhes, surpreendeu- me de forma positiva e deu um final muito além de minhas expectativas.


Nenhum comentário

Postar um comentário