20 novembro 2016

[Crítica] Elis

Sinopse:
Cinebiografia da cantora Elis Regina. O filme acompanha a adolescência da artista, com as dificuldades financeiras e os primeiros testes para ter seu talento descoberto, até a ascensão, incluindo o destaque na televisão, os envolvimentos amorosos, as controversas decisões tomadas durante a Ditadura Militar, as brigas com parceiros de trabalho e a dependência de drogas e álcool, que levaram à sua morte precoce.

O que eu achei?
O filme é a biografia de uma das maiores intérpretes da música brasileira: Elis Regina é uma jovem em busca de um sonho, que larga sua vida e família no interior do Rio Grande do Sul para tentar sorte como cantora no Rio de Janeiro.

Elis é uma menina de família do interior, responsável e que cuida de seus familiares, e vai de encontro a uma oportunidade de cantar numa peça musical, junto a Vinicius de Moraes e Tom Jobim, com pouquíssima grana em companhia de seu pai. Após seu teste, Elis é comparada a cantora de churrascaria e sai arrasada de lá,  mas o seu sonho poderia ter sido frustrado, caso ela não acreditasse no seu sonho e no seu talento.
Um certo dia, Elis encontra um anúncio no jornal para cantora numa boate no Rio de Janeiro, ao chegar lá conhece Miele e Ronaldo Boscoli, responsáveis pelo teste que terá que ser feito no dia seguinte. Durante o teste ambos "olheiros" acham que Elis é talentosa, mas que necessita se soltar e empolgar mais e propõem que ela cante na casa na noite seguinte e se todos aplaudissem de pé, aí sim ela estaria contratada, o que de fato conseguirá. Mas em meios a desentendimentos com Boscoli, Elis decide ir a São paulo "melhorar de vida" e ali de fato se encontra e todos assumem como a nova cantora e que irá criar um novo estilo musical: MPB.



Trailer:






Um comentário

  1. Oii! :)

    Estou doida para assistir esse filme! Achei o trailer emocionante e sempre gostei muito dela. Era uma mulher com um talento único!

    Beijos
    www.dezoitoprimaveras.com.br

    ResponderExcluir