10 maio 2016

[Crítica] Lugares Escuros

Um filme para amantes da escrita Gillian Flynn, no mesmo ritmo tenso e intenso de Garota Exemplar.
Sinopse:
Libby (Charlize Theron) tinha 7 anos quando perdeu a mãe e as irmãs depois de serem mortas num suposto ritual satânico. A mulher testemunha contra seu irmão e ele é condenado. Mas após alguns anos Libby decide retornar a sua cidade para investigar o que realmente aconteceu.

O que eu achei?

Para todos aqueles que assistiram Garota Exemplar não poderá perder este filme. Um filme denso do início ao fim, ainda não li o livro, então não poderei fazer esse tipo de comparação, mas vamos de fato ao que achei...

O filme tem início com uma já crescida Libby, 28 anos depois do crime ocorrido com sua família. Libby é uma personagem introvertida e isolada ao extremo, sempre se convenceu de que seu irmão mais velho teria matado sua família, até o dia que surge um rapaz que quer entrevistá- la e levá- la para "reinvestigar" este crime brutal.


A partir daí somos envolvidos numa trama de mistério, onde somos envolvidos no mundo real e atual e ao passado, diversas cenas datadas de pouco antes do crime. Como um roteiro muito em adaptado de Gillian Flynn que é mestre em nos enganar, quando achamos que está tudo resolvido, temos uma reviravolta incrível.


Falando em termos técnicos temos uma fotografia original, onde rapidamente somos levados para onde o diretor quer nos levar, seja no passado ou no presente de Libby. As sequências são excepcionais, onde não podemos dizer qual ator e atriz atuou mais ou melhor, claro que temos uma atuação impecável para Charlize Theron que dá um tom sombrio e perturbado a seu personagem, destaque também para a atuação de Chloë Grace Moretz que rouba a cena em suas atuações, onde sua personagem aparece de forma macabra.


Então é isso sem spoiler! Você pode esperar um triller policial, tenso, intenso e com personagens forte e muito perturbadores.






Nenhum comentário

Postar um comentário