15 janeiro 2016

Poliana Marques e Catarina Muniz

Hoje nossa coluna é agraciada com 2 autoras, vem ler o texto de cada uma. Tenham uma ótima 6ª feira.




Meu amor por Livros  
       
Meu amor por histórias começou antes da minha alfabetização, quando eu pegava os gibis da Turma da Mônica e inventava minhas próprias histórias.
Na quarta série fui apresentada ao livro Revolução no Formigueiro do autor Nye Ribeiro e me comecei a me apaixonar pela literatura. O amor se completou quando conheci Pedro Bandeira e A Droga da Obediência.
Em casa, comecei a ler os livros que deram origem ao meu nome (Pollyanna menina e Pollyanna moça) e livros como “Éramos Seis”, que minha mãe amou e guardou. Na época meu pai começou a comprar um livro por mês para mim e para meu irmão, porém para o desespero dele, líamos muito rápido.
Apesar de já ler desde sempre, meu amor por livros intensificou quando fui a uma feira do livro aqui na minha cidade e eu e o meu irmão compramos alguns dos livros que contavam a história do famoso Sherlock Holmes. O mistério me encanou e dominou de uma forma que não consigo ficar longe de um bom livro.
A literatura me dominou de tal forma, que ainda na adolescência comecei a escrever um livro com minhas amigas. Nunca terminamos, porém ainda o tenho guardado e um dia quero terminar. Hoje, meu primeiro livro está sendo lançado pela Editorial Hope e o meu sonho de viver no mundo dos livros está se tornando uma realidade cada vez mais concreta. Espero que possa trazer mais e mais pessoas para esse mundo lindo através da minha escrita, esse mundo onde sonhos podem crescer e fazer de nós tudo o que sonhamos!

********************************************************************
Twitter da Autora: twitter.com/PolianaMMarques
Livro: O Passado de Joanna
Skoob do livro:skoob.com.br/livro/533956ED542723
Book trailer do livro: youtube.com/watch?v=ethSTpW4FjI
Livro degustação no Wattpad: wattpad.com/story/27193485

********************************************************************



Falar de meu envolvimento com livros sem mencionar o meu pai é impossível! Era dele uma coleção maravilhosa de livros que guardo com carinho até hoje, todos clássicos com belíssimas capas. Meu pai era apaixonado por sua coleção de livros, e garanto que não é pra menos. Meu pai se foi quando eu tinha 14 anos de idade, apenas duas semanas depois do falecimento de minha mãe, e esse episódio terrível e traumático foi um marco em minha vida. Foi um período em que sofri depressão e ficava muito tempo no quarto, ouvindo músicas e imaginando histórias. Eu não escrevia na época. Aliás, nem na adolescência nem no início da fase adulta. Eu sempre tive consciência de minha facilidade em colocar as ideias no papel, mas não me passava pela cabeça escrever, ser uma escritora. Mas sempre gostei de leitura. Desde livros, como a biografia de Vincent Van Gogh e livros de arte e mitologia grega, até os quadrinhos de Asterix e da Turma da Mônica. Ler é parte fundamental do escrever. E a escrita me veio como método terapêutico para tratamento de uma Síndrome do Pânico, desenvolvida em 2012. Foi só então que comecei a escrever para desabafar, relaxar e flutuar. 
A paixão pelos livros permanece. Hoje tenho orgulho de ver minha filha lendo e se emocionando com tantas histórias, escrevendo fanfics. Hoje me encho de alegria de ver tantos blogs literários, tanta gente buscando novos livros e novos autores. Tanta gente lendo!

Livros são companheiros incomparáveis! Te carregam para os mais diversos lugares, para as mais longínquas épocas e te fazem sentir tantas emoções quanto possíveis. Tem como não amar?

*****************************************************
Twitter:   @CatmunizMuniz
Instagram: @catarinam3
Livros:    O Segredo de Montenegro e A Dama de Papel
*****************************************************


8 comentários

  1. Que fascinante ver alguém amar a leitura desde tão menina. E também alguém que guarda os clássicos do pai. Meu pai tinha uma coleção maravilhosa de clássicos brasileiro pena que ele levou embora quando se foi :(
    Lendo um pouco da biografia da autora lembrei disso.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Desde pequena meus pais sempre me incentivaram a ler, ambos são apaixonados por livros. Meu pai adora livros históricos e minha mãe é louca por suspense. Eu, por outro lado, me encontrei nos romances e nunca mais saí das histórias de amor. É ótimo ver como muita gente se apaixona pelos livros desde cedo, seja por incentivo ou por vontade própria <3

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei os textos. O primeiro com uma fã de Sherlock, também sou mas fui conhecer mais afundo ano passado. Eu lia direto com a minha mãe o livro da Pollyanna, por algum motivo eu amava quando ela lia para mim. E Catarina, meu pai me deu todos os seus clássicos lindos de capa dura. Sei como é ser influenciada na leitura pelo seu pai, o meu é editor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, nossa adorei os textos. Adoro quando encontro esses textos que falam sobre livros e a literatura, ou como a pessoa entrou para esse mundo, é sempre muito gratificante ler um assim. As duas autores escrevem muito bem!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  5. Ain, gente, que histórias lindas <3 Confesso que fiquei mais emocionada com a segunda, pois a leitura e a escrita hoje em dia são, para mim, algo terapêutico também. Sempre quando quero fugir da realidade de cão, procuro refúgio nas palavras. O primeiro livro que lembro de ter lido foi 'O menino que quase morreu afogado no lixo', é claro que antes disso lia os mais diversos gibis que chegavam às minhas mãos.

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
  6. Eu lia os gibis da Monica também mas só vim ler mesmo, curtir a leitura em 2015 HAHAHA ♥

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Adorei o post,quando era criança eu não lia livros, comecei a ler pra vale depois de adulta, que bom que a leitura trouxe tantas coisas boas para as autoras, bom seria se mais pessoas fizessem da leitura um hábito.

    Bjss

    ResponderExcluir