12 janeiro 2016

[Resenha] Eu sou Deus

Recebi o livro em parceria com a Chiado Editora, escrito em português de Portugal, achei que sentiria dificuldade de entendimento, mas não tive. Então, vamos lá?


Sinopse:
Desconcertante, Pedro Chagas Freitas ensina-o, no seu estilo irreverente e único, a olhar para o mundo de um ângulo completamente diferente. Um ângulo que elimina, sem misericórdia, conceitos e percepções que você julgava intocáveis.
“EU SOU DEUS” não é sobre fazer as coisas direitas – mas sim sobre ir ao encontro do seu direito. O direito a respirar, o direito a pensar, o direito a ser. O direito a viver.
“EU SOU DEUS” não é sobre aquilo que você não pode fazer – mas sim sobre aquilo que você pode, e deve, fazer. Você pode sentir medo, pode sentir inveja. Você pode sentir aquilo que o mundo insiste em dizer-lhe para não sentir. Você pode ser o seu mundo. Por isso: porque não mudar o mundo?
“EU SOU DEUS” não é um livro de auto-ajuda. Mas, se você o ler, pode auto-ajudar-se. Tenha cuidado.


O que eu achei?
A escrita do Pedro Chagas é  cativante e incentivadora, mostrou-me a faceta de um autor forte com opiniões determinantes e que não segue a lógica da vida, pelo contrário questiona a vida todo o tempo.
Na sinopse do livro está escrito que não é um livro de auto- ajuda, mas acredito que ajudará algumas pessoas que ficam "em cima do muro" na hora de tomar algum posicionamento ou decisão. Parece- me mesmo uma chamada para que cada leitor possa abrir seus olhos a respeito da vida.

Eu Sou Deus me fez questionar muitas coisas, perceber que posso e devo ser melhor como pessoa e que devo sim questionar algumas atitudes alheias.
Influenciou- me a buscar algo melhor para mim, pois eu preciso ter o melhor para mim, apenas por mim, não esperando que outras pessoas vão ou não achar de mim.
Devemos amar e demonstrar este amor, pois nunca saberemos quando 
tudo pode acabar, seja por motivo de términos ou morte. Precisamos sim, sermos melhores um para os outros.





Amizade deve ser correspondida, sem aquela premissa do retorno inicialmente, mas nunca devemos deixar que o outro nos faça sentir menor.
  
O livro tem como intuito principal questionar valores,religiões e todo e qualquer tipo de crédulo. A forma como descreve o amor é de destroçar minha alma, há tempos não vejo uma escrita tão agradável e que fizesse eu me apaixonar pela escrita e pelo autor. Pedro tem consigo uma forma indescritível de personalidade e simplesmente me fez querer ler para ontem Prometo Falhar, só para pode decifrar e adentrar neste amor que a tanto tempo não sentia. 
Para finalizar, deixarei esta super recomendação a todos e que venham conhecer esta escrita incrível que só o Pedro Chagas tem. *-*


Pedro Chagas Freitas é um palerma. Foi com palermice que escreveu mais de 150 obras – 20 das quais já publicadas. Foi com palermice que inventou o ilusionismo linguístico – através do qual tem ensinado, por entre jogos e legos e copos partidos, milhares de pessoas a escrever melhor. Foi com palermice que foi, ou talvez ainda seja, redactor publicitário, jornalista, cronista, guionista, criador de jogos, humorista, editor, chefe de redacção – e também operário fabril, nadador-salvador, barman e porteiro de bar. Acredita que a única coisa que deve ser levada a sério é a brincadeira. E cumpre-o diariamente. Até nesta autobiografia que acabou de escrever.

-> Esta foi minha simples opinião do livro.
Caso, tenha gostado, deixe um comentário e siga o blog.
Beijos.

24 comentários

  1. Eu já li um livro desse autor e recomendo,é divertido, mas ao mesmo tempo nos fornece lições de vida,mt boa a resenha :)

    ResponderExcluir
  2. Olá :)
    Não conhecia o autor, mas confesso que a premissa não faz meu estilo, mas adorei o blog de vocês e já estou seguindo!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    não gostei do livro dele publicado pela novo conceito.
    Mas fiquei encantada pelo fato dele questionar religião no livro e pelo jeito ele descreve o amor muito bem. Precisamos de mais escritores assim.
    Parabéns, sua resenha ficou muito sensivel!

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Conhecia o Pedro através do Prometo Falhar, que li algumas páginas e ele realmente tem um diferencial.

    Acho muito legal quando o livro toca a gente que como Eu Sou Deus fez com você, te levando a questionar sobre suas ações e pensamentos. Isso é ótimo!

    Ótima resenha!

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da sua escrita. Emocionada e ao mesmo séria. como pra mim Deus é o meu pai que está nos céus, não perderia tempo lendo a alguém que acredita que sois acharmos superam a Bíblia...

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Realmente, o Pedro tem uma forma sensacional de descrever o amor, bem mais maduro e consciente. Já li um livro dele e gostei, tem um apegada juvenil e gostosa. Esse livro da chiado, já havia visto, achei o título peculiar a capa bonita.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o autor e nem o livro e apesar da sinopse dizer que nao é, eu me sentiria lendo um livro de auto-ajuda se caso fosse ler.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Me parece ser bem interessante. Pra quem gosta de ler coisas assim vai ser uma maravilha haha :D

    ResponderExcluir
  9. Maisa, achei o livro bem interessante e adorei o fato de ele fazer pensarmos e principalmente incentivar as pessoas a saírem do muro. Fiquei com vontade de ler.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  10. Pelas resenhas e sinopses dos livros dele, parece que o autor escreve livros muitos contemplativos, daqueles que mesmo não sendo auto-ajuda (como você disse), acabam por atuarem como auto-ajuda. Esses livros realmente não me atraem, e por isso mesmo não comprei o livro Prometo Falhar quando o encontrei em promoção. Para quem curte esse tipo de leitura, sem dúvidas os livros do Pedro são mais do que indicados.

    Bjs.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oii não conhecia esse livro e pra falar a verdade ele não me chamou muito a atenção... a historia parece ser bem interessante, mas infelizmente não faz o meu estilo.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  12. Ótima resenha, você escreve super bem e me deixou curiosa sobre o livro

    ResponderExcluir
  13. Oiiie
    Não é bem o tipo de leitura que curto mas sua resenha está ótima e é um enredo bem curioso

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Comecei a pouco tempo a ler os livros da Chiado Editora e esse Eu sou Deus eu nao conhecia.
    Gostei de saber que o Pedro Chagas Freitas escreve mto bem, nao conhecia mesmo.
    Mas esse tipo de livro nao me chama a atenção, entao eu nao leria.

    Beijos, Suzzy do Livros e Sushi
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Gostei da resenha!
    www.sagaliteraria.com.br
    www.facebook.com/asagaliteraria

    ResponderExcluir
  16. Oi Mai,
    Adoro os livros do Pedro Chagas. Sua escrita é divertida, provocadora e adoro isso. Como eu, ele é uma pessoa que questiona tudo a seu redor e, por isso, acho seus textos tão geniais. Uma pena este livro ainda não ter sido comprado por uma editora brasileira, espero que possa ser disponibilizado em breve por aqui. As pessoas precisam de um pouco de provocação.

    Beijo,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia o livro e fiquei maravilhada com suas palavras, parece ser um livro muito lindo que vai fazer refletir bastante. Irei incluir na minha lista! Linda a sua resenha!

    Beijo!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  18. não gosto de livros de auto-ajuda, porém fiquei curioso com o livro, será que eu o leio? eis a duvida
    https://www.youtube.com/channel/UCzcZ246xXBTcn3f4UyOtcEg
    Lucas Castelo Viana

    ResponderExcluir
  19. Olá, Maisa. Fico feliz que tenha gostado do livro e que ele a tenha feito refletir. Agradeço a recomendação, mas realmente não é o meu tipo de leitura.

    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  20. Ei, tudo bem?
    Apesar do livro ser bem reflexivo e trazer coisas boas para nossa vida, não me senti interessada a lê-lo. Fico feliz que ele tenha marcado você, e espero que consiga influências muito mais leitores.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  21. Olá
    Acho que esse livro deveria ser lido por muitas pessoas, penso em futuramente ler esse livro.
    Gostei muito da resenha
    Bjos

    ResponderExcluir
  22. Oiii, tudo beleza?
    parece ser um livro interessante, eu gosto de coisas que criticam todo tipo de religião e gosto de ler sobre isso.
    Beijinhos :):)
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá! Tudo bem?
    Eu tenho um livro deste autor, o "Prometo Falhar", mas ainda não li, acredita? E bom, não tinha muito interesse em conhecer sua escrita, porém assim que li sua resenha eu fiquei extremamente encantado e pretendo ler brevemente. A obra resenhada parece ser ótima, e adoro livros que nos trazem pontos de reflexão, pretendo ler brevemente!
    Carpe diem, http://www.entreutopias.com/

    ResponderExcluir