05 janeiro 2017

[Crítica] Passageiros

Sinopse:
Durante uma viagem de rotina no espaço, dois passageiros são despertados 90 anos antes do tempo programado, por causa de um mal funcionamento de suas cabines. Sozinhos, Jim (Chris Pratt) e Aurora (Jennifer Lawrence) começam a estreitar o seu relacionamento. Entretanto, a paz é ameaçada quando eles descobrem que a nave está correndo um sério risco e que eles são os únicos capazes de salvar os mais de cinco mil colegas em sono profundo.

O que eu achei?
Um dos melhores filmes do ano de 2016, mas só será lançado em 2017, ok fui numa cabine de Imprensa a convite da Sony Pictures.
O filme conta a história de uma tripulação no espaço que deverá acordar daqui a 90 anos de volta a Terra, mas por falha num dos circuitos Jim é acordado dentro de sua cápsula de hibernação e enfrentará inúmeras dificuldades por estar só.

Jim enfrentará muitas dificuldades, pois descobrirá como sobreviver sozinho numa nave. Ele terá que se adaptar, descobri como viver, como comer e se alimentar; mas o que "salva" Jim é o robô Arthur, um "serziho" super- hiper- simpático que o ajuda e frequentemente conversando, desta forma Jim não parece que vai enlouquecer. 
Mas a solidão de estar isolado numa nave com 5.000 pessoas e só ele acordado faz com que Jim decida tenta sair da nave, assim como tentar entrar nas cabines onde estão hibernando os tripulantes, e não conseguir de nenhum jeito fazê- lo, já que a porta não abre de nenhuma forma. Após um dia se embebedando, Jim joga uma garrafa e começa a olhar as capsulas e se encanta com uma moça deitada em sono profundo: Aurora. 

Após um ano Jim terá que fazer uma difícil escolha: acordar ou não Aurora? Detalhe: depois de ver Aurora, Jim começa a vascular sua vida e nutre um sentimento de admiração, seja pela forma de se portar, de falar, ou simplesmente de curiosidade pela mesma.
Decidido a acordar Aurora, Jim que está sozinho e tem acesso a todas cabines da nave, exceto dos tripulantes, procura uma forma de como fazê-lo sem machucar Aurora. 
Assim que acorda Aurora tem todas as dificuldades que Jim teve(obviamente), ficando totalmente estarrecida em saber que houve uma falha na nave. Aurora se mostra uma pessoa extremamente racional, mas aos poucos vai se encantado com Jim e sua forma peculiar de ser. Enquanto Jim se apaixona por Aurora e definitivamente se encanta com o jeito de ser dela. Logo os dois estão namorando e "usando" cada parte da nave disponível para explorar o corpo um do outro, formam um casal apaixonado e cheio de esperanças. 

Mas como todo filme de ficção científica teremos muitos problemas no espaço, quando a nave mostra sinais de estar danificada, ao mesmo tempo em que Aurora descobre que Jim a acordou para que não ficasse sozinho. 
A partir daí, muitas situações começam a surgir onde o amor de ambos será  questionado e pesado numa balança.

Este filme é maraaaavilhoso, onde Lawrence está mais incrível do que nunca com sua atuação impecável e Pratt está maravilhoso, com destaque para sua atuação durante seu surto.
Uma direção impecável com efeitos especiais incríveis e um roteiro excelente.
Assistam!!!!

Trailer:




Nenhum comentário

Postar um comentário