07 dezembro 2016

[Crítica] Fallen

Sinopse:
Responsabilizada pela misteriosa morte de seu namorado, Lucinda Price (Addison Timlin) vai para um reformatório. Em Sword & Cross ela se aproxima de Daniel Grigori (Jeremy Irvine), sem saber que ele é um anjo apaixonado por ela há milênios, e também não consegue se manter afastada de Cam Briel (Harrison Gilbertson), outro que luta há tempos por seu amor.

O que eu achei?
Fallen é daquele tipo de livro que fez vários fãs surtarem quando teve seus direitos comprados para adaptação cinematográfica, porém o percurso da compra até as salas de cinema foi bastante conturbado o que infelizmente acabou resultando em um filme desconexo, e frustrante para os fãs que tanto esperaram.
O filme conta a história de Lucinda (Luce) Price uma jovem que depois de um “acidente” decide ir para um internato para tratar de suas doenças mentais em um ambiente propício para isso onde não tenha que tomar remédios para se livrar das sombras que a perseguem e que enxerga desde criança, só que neste colégio não são apenas alunos com transtornos mentais que frequentam, mas também jovens com problemas de comportamento, como é o caso do nosso primeiro gatinho do filme Cam, que em sua primeira cena é trazido pela polícia de volta ao colégio.
Como todo filme adolescente o colégio é dividido entre o grupo dos mauzinhos, bonzinhos e os deslocados, que é o que a nossa protagonista pertence (torta de clichê), Luce fica completamente fixada em Daniel, e cisma que já o conhece de algum lugar, e mesmo o cara a desprezando e a afastando ela continua firme e forte em sua obsessão, ok, não tão firme e forte assim já que quando Cam a chama para sair ela aceita prontamente e nem pensa duas vezes em se envolver com ele. Dividida entre os dois gatinhos Luce aos poucos vai descobrir que não é tão louca quanto pensam e que há muita história entre ela e os alunos daquele internato e que isso começa bem antes dela se matricular.
A história do filme em si não é ruim, e nem posso dizer que foi mal adaptado pois tem muita coisa do livro ali, óbvio que a perda de um personagem, substituído por outro que nada acrescentou na história, falta de um lugar onde acontecem cenas muito importantes do livro, desapontam o leitor, mas nada que não dê para superar.

O que tornou o filme pra mim péssimo, foi a exploração de estereótipos, sério, o filme é cheio de cenas a lá Bella e Edward, quando quem leu os livros sabe que não é assim que o casal se comporta, excesso de zoom e close com vento no rosto, que tinham como intenção dar um ar de mistério a trama, mas acabou parecendo bem ridículo e forçado, sem contar que com o vento nos cabelos em praticamente todas as cenas , teve momentos que pensei estar vendo um clipe de Britney Spears, uma lástima. O filme ficou desconexo, cheio de cenas picadas, curtas e confusas que dificultam em muito a linha de raciocínio do espectador e impede de entrar completamente no universo. Um filme que tinha tudo para explorar o universo fantástico de Lauren Kate, acabou virando um clichêzão adolescente que agradará muito pouco a eles e quase nada quem já passou dessa fase.

Fallen estreia no Brasil dia 08/12, esta quinta-feira e tem classificação indicativa de 12 anos.
Trailer:




Nenhum comentário

Postar um comentário