19 maio 2016

[Resenha]Profundo

Recebi o Livro Profundo em parceria com a Editora Arqueiro e essa é a 1ª resenha oficial, então estou nervosa. Mas vamos lá...

Sinopse:
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam. 
Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.
Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.


O que eu achei?
O livro conta  história de Caroline, uma personagem que foi destroçada, destruída e teve suas fotos intimas divulgadas na internet sem seu consentimento. Caroline tem o sonho de se formar em direito e seguir uma carreira política, mas vê seus sonhos serem jogados fora quando Nate decide expor sua vida íntima e pessoal na internet.
Neste meio tempo surge West em sua vida, mas este personagem não surge simplesmente do nada, Caroline o conhece desde o 1º ano de faculdade e foi a 1ª pessoas que conheceu no campus. West é um personagem misterioso que a princípio parece ser turrão e desleixado, que ignora a existência de Caroline desde este encontro. O que vem a seguir? Uma história de amor linda que me fez devorar o livro 4 horas.
Um belo dia a história de Caroline e West se esbarram, neste caso de forma literal da palavra... explicando, em meio a sua vida "perdida" e desorientada Caroline passa por uma briga de 2 garotos e recebe uma pancada no nariz. A briga ocorria entre Nate e West, mas o que este infortúnio acidente trouxe para Caroline foi um amor, tão forte que foi capaz de passar por tudo e todos por ele.

A história nas primeira 100 páginas é arrastada, vemos uma personagem fraca emocionalmente( com razão), sem estruturas e que descobre que um estranho a defendeu, enquanto todos a achavam vagabunda. A auto misericórdia e piedade que Caroline tem chega a ser enervante, nas primeiras 20 páginas eu senti uma angústia muito grande, um nervoso de saber que muitas pessoas passam por este problema na vida real. 

West e Carolina formam um casal de amigos que não querem ser amigos, melhor dizendo, West não quer essa amizade, com o decorrer do livro é explicado o motivo deste pré- afastamento. Eles começam a se torar muito amigos, pois West decide ajudar Caroline a superar esta fase "bad da vida" e assim começam a fazer coisas juntos. West é de origem pobre e estuda numa faculdade de ricos, pois foi apadrinhado por um milionário que gostou dele; enquanto Carolina é abençoada por ter nascida numa família rica.

A princípio a história de amor não engrena, mas quando começa é muito rala e rola, muito erótico e muito excitante mesmo(acredite eu adoro Hot). A química dos dois é incrível, eles se entendem num olhar, a chama da paixão se acende pelo toque e facilmente entendemos a origem do nome do livro ser Profundo, por eles desejarem sempre mais e mais um do outro.
Entre o romance há problemas envolvendo policiais, parentes e este amor- não- amor é balançado e muitas vezes provado. O livro te prende até o final, que é surpreendente e que terei que contar: me fez chorar. Graças a Deus o livro tem continuação e começarei a ler logo.

Não poderei falar muita coisa, já me estendi muito na história, espero que tenham gostado.



Nenhum comentário

Postar um comentário