19 fevereiro 2016

Nina Reis e Lyli Jonas


A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.
(André Maurois)

A gente sabe quando um livro é realmente bom quando ele captura nossa alma!
Meu amor pela leitura não nasceu na infância e não foi cultivado pelos meus pais, como acontece com a maioria dos leitores e autores que tenho a graça e honra de conhecer em minha vida literária.
Meus pais aprenderam sozinhos a ler e escrever e tiveram uma infância e adolescência sofrida. A vida os fez autodidatas, aprenderam sozinhos, por necessidade e curiosidade, a ler e a fazer contas. Sempre incentivaram meus irmãos e eu a estudar e estudar muito, mas a leitura, como prazer e cultura, não fazia parte do meu cotidiano. A não ser que fosse um livro didático.
Um fato curioso: no meu caso, o amor pela escrita veio antes do amor pela leitura.
Ainda criança, brincava com minha irmã e minhas primas de escrever novelas, isso mesmo, novelas! Amava me perder nesse mundo do faz de conta.
Meu amor pela leitura nasceu de observar minhas primas mais velhas e as amigas compartilharem livros. E, curiosa, pedi para ler alguns. Não me recordo qual foi o primeiro livro que eu li, mas da fase da minha adolescência existem dois livros que marcaram meu coração: Fernão Capelo Gaivota, de Richard Bach e Amar, verbo intransitivo, de Mário de Andrade.
Aos dezesseis anos comecei a trabalhar e fiz a assinatura do Círculo do Livro. Eu já ganhava meu próprio salário e sempre reservava o dinheiro para os livros.
Através do Círculo do Livro, conheci Marion Zimmer Bradley (As Brumas de Avalon e a Queda de Atlântida), Régine Deforges (A Bicicleta Azul), Jude Deveraux (Mulher de Gelo e Mulher de Fogo) e muitos outros.
Meus amigos me apresentaram também a Zélia Gattai, Paulo Coelho, Jorge Amado, Rubens Alves, Cecília Meireles, Cora Coralina e outros autores nacionais que me encantaram com seu jeito único de contar histórias.
Ao longo dos anos, conheci Nora Roberts e me apaixonei por seus romances com mocinhas fortes e independentes.
Esse novo momento da literatura nacional é extremamente excitante e me fez descobrir os talentos da Shirlei Ramos, Patrícia Rossi, Sue Hecker, Nana Pauvolih, Tatá Oliveira, Cristiane Fernandes, Ivânia Aziz, Danilo Barbosa, Cristina Melo, Matheus
Frizon. E neste coração literário sempre cabe mais um autor, sempre haverá espaço para uma nova história.
Tem uma frase que diz que um leitor vive muitas vidas, viaja por muitos lugares, habita outras realidades.
Ler é transcender, é ter seu coração batendo junto com os dos personagens, rir e se emocionar com eles. Torcer por um final feliz e, quando ele não chega, nosso coração dói e transborda nos olhos.
Meu amor por livros é assim, intenso e apaixonado.
E o seu, como é o seu amor pelos livros?

Beijos
Nina Reis.

*Observação: André Maurois – Romancista e ensaísta francês falecido em 09 de Outubro de 1.967.


*******************************************************************
http://autoraninareis.wix.com/ninareis
Lá você encontrará minhas obras, curiosidades, playlist, links para degustação e aquisição dos livros.
Visite também:
Perfil no facebook: https://www.facebook.com/nina.reis.90
Página: https://www.facebook.com/autoraninareis/

Grupo: https://www.facebook.com/groups/268007660033493/
Instagram: @autoraninareis

*******************************************************************




Algumas pessoas têm seus pés bem fincados na terra. Elas têm pilares sólidos que as sustentam e apoiam, como família, amigos, trabalho... Eu sempre tive os livros. As palavras foram minhas melhores amigas em tempos difíceis, foi nas frases que encontrei a resposta durante tempestades que passei nessa vida. Hoje, se estou aqui, se escrevo, se existo, se me conheço, é por causa dos livros. Pra mim, livros são definitivamente o começo, o meio e o fim de tudo. São a resposta pra todas as nossas perguntas e eu faço questão de dedicar minha vida a mostrar essa verdade pro mundo. Porque os livros me salvaram e podem salvar mais alguém também.

************************************
Twitter: @raindancelyli
Ask: /raindancelyli
Face: /raindancelyli
Wattpad: user/raindancelyli
Tumblr: whenastarisborn.tumblr.com
Site: sitedoup.com.br
**********************************

2 comentários

  1. O tamanho do meu amor pela literatura não dá Pra medir. Como se mede o encantamento por algo classificado irreal mas que toca profundamente seu coração? É bem isso. Só uma alma amante dos livros consegue entender isso. Belíssimo texto Nina.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pela divulgação! <3

    ResponderExcluir