Books Brasil Books

Novidades

[News]Espetáculo teatral oferece ao público uma experiência sensorial imersiva

 Espetáculo teatral oferece ao público uma experiência sensorial imersiva 

Encenada no escuro, “Um Outro Olhar - Teatro Cego”, da Companhia de Teatro Cego, chega a Nova Iguaçu  com entrada gratuita 


www.teatrocego.com.br


Da esquerda para direita: Luma Sanches, Paulo Palado e Ana Righi

 (crédito da foto:  Yasmin Dib)



A Companhia de Teatro Cego, de São Paulo, chega a Nova Iguaçu com seu mais recente espetáculo, Um Outro Olhar - Teatro Cego, depois de passar por São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Natal.  Uma peça no escuro que oferece sensações singulares para quem for ao teatro. No palco, um elenco misto, de atores com deficiência visual e sem deficiência visual (o que faz com que um ator que enxerga precise mergulhar no universo da não-visão). Na plateia, o público, que terá uma percepção diferenciada de uma apresentação de teatro. A curta temporada, de 04 a 07 de agosto, acontecerá no Teatro Sylvio Monteiro, com entrada gratuita.

Através da sensibilidade, é possível compreender a trama, mesmo estando completamente no escuro. A proposta é estabelecer uma linguagem inédita no teatro e, ao mesmo tempo, trabalhar com a inclusão. A peça tem em seu elenco alguns atores com deficiência visual, cumprindo, assim, um papel social através da arte. 

“O Teatro Cego trabalha conexões e imaginários que a visão acaba por abafar. A cenografia e o figurino, por exemplo, são resultado da encenação e aparecem para o espectador somente depois que a peça se inicia, ao contrário do teatro convencional”, diz o autor e diretor Paulo Palado. 

Em cena, Ana Righi, Lumma Sanches e Paulo Palado  nos presenteiam com um formato teatral que proporciona, através da arte e do entretenimento, uma experiência única ao público, convidando-o a abdicar da visão e a compreender a trama através de seus outros sentidos (olfato, paladar, tato e audição), utilizando-se de aromas, música e sensações táteis.

Durante o espetáculo, sons, vozes e cheiros chegam aos espectadores vindos sempre de locais diferentes, dando a sensação de que eles estão realmente inseridos no ambiente cênico. A  trama gira em torno de personagens de diferentes classes sociais que enfrentam problemas semelhantes como o medo, a negação e a baixa autoestima.E aos poucos, cada ator vai revelando como encarar essas dificuldades. 


Sinopse

O espetáculo Um Outro Olhar - Teatro Cego conta a história de uma empregada doméstica e sua patroa que passam, ao mesmo tempo, por um tratamento de câncer. As duas encontram-se em momentos diferentes da doença, com a empregada praticamente curada e a patroa iniciando a quimioterapia. A relação dessas duas mulheres mostra as diferentes posturas e dificuldades que pessoas de classes sociais distantes têm diante desse desafio, ao mesmo tempo em que a compreensão das condições de cada uma delas faz nascer uma amizade que se tornará a principal ferramenta de suas lutas. Apesar do tema delicado, a trama se desenvolve com muita leveza, bom humor e sensibilidade, levando o espectador a uma reflexão que aprofunda a discussão sobre aspectos emocionais, sociais e comportamentais da doença. A trama fala sobre generosidade, empatia, amor, medo, superação, respeito e autoestima. Por acontecer completamente no escuro, a peça se utiliza ainda mais da percepção do espectador, fazendo com que o tema proposto possa ser tratado com ainda mais sensibilidade e aprofundamento.  


Sobre Um Outro Olhar - Teatro Cego

A peça teatral tem em seu elenco um misto de atores com deficiência visual e sem deficiência visual, cumprindo, assim, um papel social através da arte. É um formato teatral criado pela C-Três Projetos Culturais que desde 2012 revela que a arte e o entretenimento cumprem um papel social importante para a sociedade. 

Os espetáculos ''O Grande Viúvo'', ''Acorda, Amor!'' e ''Clarear'' emocionaram espectadores em vários teatros do Brasil e tornaram-se grandes sucessos de público e de crítica. Atualmente, a companhia está em cartaz com Um Outro Olhar - Teatro Cego, fazendo o maior sucesso por onde se apresenta.


Sobre a parceria Teatro Cego e a ONG Cabelegria  

O projeto é uma parceria do Teatro Cego com a ONG Cabelegria, que visa realizar 60 apresentações do espetáculo “Um Outro Olhar - Teatro Cego”, com entrada gratuita, atendendo a um público de 12.000 pessoas.  As apresentações acontecem nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Natal, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, em parceria com hospitais e entidades de cada local ligadas ao câncer. - Ao término de cada apresentação, o público presente será convidado a conhecer o caminhão da Cabelegria, que estará estacionado junto ao local da peça, e poderá doar seu cabelo para a confecção de perucas. 

Haverá, também, várias opções de perucas prontas para serem doadas a pessoas que tiverem perdido o cabelo em consequência de quimioterapia. Alguns documentos que comprovam o tratamento serão solicitados para a doação da peruca. Nesse caminhão, elas contarão com o auxílio de cabeleireiros, podendo sair do local já usando a peruca escolhida. O projeto é patrocinado pelo Instituto CCR, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.


Foto: Yasmin Dib


Sobre a Cabelegria

Fundada em outubro de 2013, a Cabelegria é uma ONG que recebe doações de cabelo, transformando-o em perucas que são doadas, por meio de Bancos de Perucas (itinerantes e fixos), para pessoas que perderam seus cabelos devido ao tratamento quimioterápico ou a outras patologias. Todo o processo é gratuito. 

Já foram distribuídas mais de 10 mil perucas para crianças e mulheres de todo o Brasil.

A Cabelegria acredita que a autoestima pode fazer toda a diferença durante um tratamento quimioterápico. Por isso, busca aumentar cada vez mais as doações de perucas para pacientes e expandir seu Banco de Perucas para os maiores centros de tratamento oncológico do Brasil. Saiba mais em www.cabelegria.org

Doação de Perucas

• Para participar do cadastro, todos os pacientes deverão ter em mãos os seguintes documentos: laudo médico, comprovante de quimioterapia, RG e CPF.

• A Cabelegria doa UMA peruca por paciente e se, por ventura, o paciente já tiver recebido uma peruca da ONG pelos correios ou pelos bancos de perucas existentes, o paciente não poderá receber outra peruca. Caso queira, ele poderá efetuar a troca da peruca. Porém, precisará devolver a peruca doada anteriormente.

• O cadastro é bem simples e será feito na parte externa do caminhão. Após o cadastro, solicitaremos que o paciente assine um documento (obrigatório) “Comprovante de Entrega de Peruca”. Também perguntamos se o paciente autoriza a imagem para que possamos utilizar nas nossas redes sociais. Caso aceite, o paciente assina o documento “Termo de Autorização de Uso de Imagem”. 

• Após esse processo, o paciente será direcionado para escolher sua peruca. Assim que escolhida, receberá um kit com um álcool em gel, instruções de como cuidar de sua peruca e uma ecobag. 

• Todo o processo é gratuito.

• Nos dias das apresentações o caminhão da Cabelegria atenderá para receber doações de cabelo e doar perucas nos seguintes horários:

Dias 04 e 05 de agosto (quinta e sexta-feira) – das 17h às 20h30

Dia 06 de agosto (sábado) – das 15h às 20h30

Dia 07 de agosto (domingo) – das 16h às 19h30


Em todas apresentações a ONG Cabelegria levará seu Banco de Perucas Móvel (em um caminhão) para receber doações de cabelo e para doar perucas a pessoas que tenham perdido seus cabelos durante o tratamento de quimioterapia.

O projeto prevê a realização de 5 palestras que serão ministradas pela presidente da ONG Cabelegria, falando sobre sua experiência à frente da organização. Também com entrada franca, as palestras acontecerão em escolas públicas da cidade de São Paulo e contemplarão professores, funcionários e alunos.


Ficha Técnica:

Texto e direção - Paulo Palado

Elenco – Ana Righi, Lumma Sanches e Paulo Palado. 


Em tempo: o projeto prevê a realização de 5 palestras que serão ministradas pela presidente da ONG Cabelegria, falando sobre sua experiência à frente da organização. Também com entrada franca, as palestras acontecerão em escolas públicas da cidade de São Paulo e contemplarão professores, funcionários e alunos.

Um Outro Olhar – Teatro Cego é um projeto da C-Três Projetos Culturais em parceria com a ONG Cabelegria


Serviço:

Um Outro Olhar - Teatro Cego 

Companhia de Teatro Cego 

Local: Teatro Sylvio Monteiro - Rua Getúlio Vargas, 51 – Centro - Nova Iguaçu – RJ

Curta temporada: de 04 a 07 de agosto

Gênero: Drama

Ingressos: gratuitos 

Datas e horários:

Dia 04 de agosto (quinta-feira) – duas sessões, às 18h e 20h

Dia 05 de agosto (sexta-feira) – duas sessões, às 18h e 20h

Dia 06 de agosto (sábado) – três sessões, às 16h, 18h e 20h

Dia 07 de agosto (domingo) – duas sessões, às 17h e 19h

Classificação indicativa: 12 anos


*Os ingressos para a peça teatral serão gratuitos e começam a ser distribuídos 1 hora antes de cada sessão do espetáculo. A distribuição será feita de acordo com a ordem de chegada, através de senhas. Só será distribuída uma senha por pessoa. Serão distribuídos 40 ingressos por espetáculo.

**Além desses 40 ingressos, mais 20 ingressos serão distribuídos antecipadamente para instituições ligadas ao câncer, instituições ligadas a pessoas com deficiência visual e para a imprensa. Os ingressos que não forem utilizados por essas instituições até o horário de início da peça, serão distribuídos para o público na fila.

Saiba mais em www.teatrocego.com.br


                Forma

Descrição gerada automaticamente com confiança média                            Diagrama

Descrição gerada automaticamente

Nenhum comentário