Books Brasil Books

Novidades

[News]Conheça VENENO, music label de Tech House e House de Pirate Snake que coleciona edições com ingressos esgotados

 

Conheça VENENO, music label de Tech House e House de Pirate Snake que coleciona edições com ingressos esgotados

2022 tem sido um ano de muito sucesso para Raul Mendes, nome por trás do projeto Pirate Snake. Depois de terminar 2021 lançando sua própria gravadora, a Blood Bones, ele iniciou este ano com lançamentos em selos gigantes como Glasgow Underground Recordings; StrangeLove - sub label da Toolroom Records -;  LOW CEILING; STEREOHYPE e HUB Records - maior gravadora de música eletrônica da América Latina.

E não é apenas na produção musical que Mendes tem se destacado em 2022. No início do ano ele lançou sua music label VENENO, que já conta com quatro edições sold outs por todo Brasil e Bolívia. O nome, diretamente inspirado pelo “Snake” de seu alias, é perfeito para representar o propósito do evento.

“VENENO surgiu da ideia de promover o Tech House e a House Music, bem como os artistas em ascensão dos gêneros no Brasil. É um selo mainstream, mas com a intenção de sair do óbvio e da ‘mesmice’ dos line-ups das festas”, conta Raul.

A primeira edição aconteceu no início de fevereiro no Café de La Musique Brazilian Paradise, em Brasília, e contou com o rei da chinelada GABE, além de nomes em ascensão e veteranos da cena, como Hot Bullet, Heavy Street, Evoke, Gai4 e Akvo, mostrando a força do evento ao estrear com todos os ingressos vendidos.
Edição no Baroque Club no dia 18 de junho em Florianópolis, Santa Catarina (foto: @diegofotografias)
Em abril, a VENENO chegou a Juiz de Fora, Minas Gerais, no clube Danke com outro sold out, onde Bad Boss, Jeff Ueda, Moa, Sonne Luv e Nat Baby se juntaram ao pirata no line. Com a edição em FlorianópolisSanta Catarina, no Baroque Club no dia 18 de junho, Pirate Snake acumulou seu terceiro sold out com o evento trazendo GABE novamente, além de Curol, C-Vit e Nihanna. Na semana seguinte, a festa já estava de volta a Minas Gerais, mais precisamente em Montes Claros, no Bull Pub, com Bad Boss, Street, Goda e Luã Amorim.
No dia primeiro de julho no Rhuna Club em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia (foto: SG Shoots)
No dia primeiro de julho, a music label expandiu suas fronteiras e chegou na Bolívia, para sua quinta edição no Rhuna Club em Santa Cruz de la Sierra. Em outra noite com ingressos esgotados, o pirata reuniu vários nomes da cena boliviana para se juntarem a ele no line: Mausze, Fragt, Pol Winde, Andre Orellanos, Seba Loayza e Diego Landivar.

A label já está com outras três datas marcadas: no dia 27 de agosto ela chega a Belo Horizonte; em setembro, no dia 10, em Goiânia no Café de La Musique que será inaugurado na capital de Goiás, e em outubro VENENO volta à Florianópolis para uma edição especial em uma caravela pirata em alto mar - podemos dizer que Pirate Snake estará em casa nesta edição.

E não para por aí: o DJ e produtor já está negociando a vinda da festa para Vitória (ES), Rio de Janeiro, Búzios (RJ) e São Paulo. Acompanhe as redes sociais da music label (@venenomusiclabel) e do artista (@piratesnakemusic) para ficar ligado em todas as novidades de VENENO!

Nenhum comentário