30 junho 2018

[News] Ouça e assista ao clipe de "Insônia", novo trabalho de Michael Band

Nova aposta da Warner Music Brasil, cantor estreia com faixa autobiográfica

Michael Band - nova aposta da Warner Music Brasil faz sua grande estreia junto à gravadora nesta sexta-feira, dia 29 de junho. Já está disponível em todas as plataformas digitais “Insônia”, o novo single de trabalho do músico, com foco romântico e que precede toda esta nova fase de trabalho do cantor. A faixa conta com produção do requisitado Neto Schaefer, responsável também por sucessos de artistas como Jorge & Mateus, Gustavo Mioto e Matheus & Kauan, definem o músico dentro do sertanejo, não deixando de lado letra romântica.
A composição é assinada pelo próprio Michael. Autobiográfica e retrato do amor, a balada fala de sentir a falta da pessoa amada. Os arranjos especialmente escolhidos reforçam a voz rouca que dá a quem ouve o exato sentimento dedistância, saudade e amor. O lançamento chega acompanhado de videoclipe inédito, dirigido por Rafael Trindade, e que capta a exata sensação de pertencimento da letra.

Clique e assista agora ao clipe de "Insônia":


Sobre Michael Band:

O cantor, compositor e violonista carioca Michael Band deu seus primeiros passos na música aos nove anos, quando ganhou um violão de aniversário de seu pai. Aos 12, já se apresentava no colégio em Campo Grande (MS) e, quatro anos depois, montou uma banda para participar de competições e festivais independentes também na escola, no Rio de Janeiro. Aos 18, surgiu a oportunidade de se profissionalizar.
Michael integrou uma ‘boy band’, com a qual emplacou músicas em novelas, fez apresentações em TVs e grandes shows como as aberturas para Justin Bieber e One Direction. “Foi uma fase especial da minha carreira e me proporcionou experiências incríveis como tocar no estádio do Morumbi para 70 mil pessoas abrindo para o One Direction. Foi diferente de tudo o que eu já tinha vivido”, comenta.
O projeto se encerrou no final de 2015, mas o talento e o amor pela música falaram mais alto e o músico continuou trilhando sua trajetória – passou um período morando fora do país, trancou os cursos de Ciências Contábeis e de Administração, e continuou compondo e se aperfeiçoando, influenciado fortemente pelos estilos sertanejo e folk. “A música pra mim é o que eu amo fazer, é minha profissão, meu hobby, minha diversão, meu trabalho, minha válvula de escape”, afirma.
Antes mesmo de deixar o Brasil, Michael se lançou como artista solo, mostrando suas composições para o público e fãs. Já nesta nova etapa da carreira musical, deixava florescer suas influências do sertanejo. Depois de um ano trabalhando solo, em agosto de 2017, o artista assinou contrato com a Warner Music.

Clique na plataforma digital de sua preferência e ouça agora "Insônia":

Spotify
Deezer
Apple Music
Google Music
Napster

[News] Ouça agora "Déjala Que Vuelva" ft. Mc WM

Remix com brasileiro entra pro hall de parcerias estreladas do quarteto, além do funkeiro, Piso 21 colaborou com Maluma e Anne-Marrie 
Brasil e Colômbia se uniram para mais um remix. Isso porque os músicos do Piso 21 se juntaram ao MC WM para uma nova e dançante versão da faixa “Déjala que Vuelva”, sucesso dos latinos em parceria com Manuel Turizo.
A faixa é um enorme sucesso na carreira do Piso 21 e o vídeo clipe oficial do single original já conta com mais de 889 milhões de visualizações no Youtube.

Indo na onda do sucesso, o MC WM (colecionador de posições no Spotify), se juntou ao quinteto para este remix que mistura a voz rouca do funk brasileiro com as batidas latinas.



Sobre Piso 21


O quarteto Pablo Mejía (Pablito), Juan David Huertas (El Profe), David Escobar (Dim) e Juan David Castaño (El Llane) foi formado em Medellín e o grupo leva este nome por conta do andar do edifício onde todos os músicos se encontraram pela primeira vez para compor. Apesar de terem o formato de uma boyband, existe nos colombianos uma personalidade diferente, além de muita experiência, cada um deles toca pelo menos dois instrumentos diferentes.

Desde o ano passado, já foram dois hits enormes, duas faixas lançadas em versões solo e com parcerias: “Me Llamas”, que ganhou um feat. com Maluma, e “Besándote”, também foi lançada com a colaboração da britânica Anne-Marie.  Ambas alcançaram o TOP 40 das paradas de praticamente todos os países latinos e colocaram o quarteto num patamar ainda mais alto.

  • Disco de Platina Dupla conquistado dia 12 de dezembro de 2017 pelas vendas do single “Déjala Que Vuelva” na Colômbia
  • Hit latino número 1 listado nas rádios colombianas em dois meses de lançamento
  • A faixa ficou por 5 semanas no top 50 do Spotify da Colômbia
  • Turnê internacional com mais de 100 shows para países como: Colômbia, México, Espanha, Huston, Los Angeles, Málaga, Alicante, Ilhas Canárias, Argentina, entre outros
  • Mais de 8 milhões de ouvintes diários nas plataformas digitais
  • Mais de 36 milhões de downloads na faixa “Déjala Que Vuelva” no mês de estreia
  • Mais de 190 milhões de visualizações do videoclipe do single no YouTube
  • Mais de 580 milhões de plays no canal do grupo no YouTube
  • As faixas “Me llamas” ft. Maluma e “Besándote” receberam Disco de Ouro e Disco Duplo de Platina na Argentina
  • Diferentes indicações para prêmios em 2017 (MTV MIAW 2017, como melhor artista colombiano, exposição POP do ano, hit do ano, e hino; Prêmio da Juventude 2017, como artista revelação e melhor música para cantar com “Me Llamas” ft. Maluma)
  • Conquistou os prêmios: Heat do canal HTV, como melhor Grupo e Banda; MTV EMA London 2017, como melhor artista da América Central; Prêmios MTV – KCA Colômbia, como melhor artista e grupo nacional favorito


Clique e ouça "Déjala Que Vuelva" ft. MC WM na plataforma digital de sua preferência:


Spotify
Deezer
Apple Music
Google Play
Napster
Claro Música
TIDAL

[Crítica Musical] Shawn Mendes: The Album

Shawn Mendes finalmente lançou seu terceiro álbum de estúdio. O trabalho leva seu nome e conta com 14 faixas inéditas, e conta com produção de John Mayer e Ed Sheeran em algumas faixas, além de serem creditados com co-compositores aqui e ali. 
O sucessor do hitmakerIlluminate” mostra um amadurecimento notável tanto na sonoridade das faixas quanto na voz e no uso dela por parte de Shawn Mendes, e um estilo muito mais coeso e pessoal. Contudo, algumas faixas ainda soam como algo já feito, e que foi apenas melhorado em alguns pontos – não desmerecendo, mas faltou um pouco de ousadia.
O álbum possui duas participações que valem a pena comentar. Na faixa “Like To Be You”, produzida por John Mayer, a participação fica por conta de Julia Michaels, mas não cumpre com o seu papel de forma muito satisfatória. A faixa é muito boa, mas a participação dela não acrescentou muito. A outra participação está na faixa “Youth”, onde Kahlid divide os vocais com Mendes. Já está faixa talvez seja uma das melhores do álbum. A voz de Kahlid e Mendes conversam muito bem. 
No geral, o álbum parece tratar sobre a juventude, a fase da adolescência cheia de descobertas, atrevimentos, erros e aprendizados. Relacionamentos rápidos e paixonites são cantadas em faixas como “Nervous” e “Where Were You In The Morning?”, que dão o aspecto mais jovial ao álbum; mas também questões mais sérias são trazidas a tona. A faixa que abre o álbum, “In My Blood” trata de como lidar com a ansiedade – problema com o qual o cantor lida -, e a já comentada “Youth” faz um paralelo com o atual momento social, onde casos sobre morte de jovens estão aparecendo cada vez mais nos noticiários. 
O estilo musical continua com o R&B que Mendes já vem produzindo há algum tempo, sendo que agora seguindo um caminho um pouco diferente. Alguns elementos foram adicionados, e o uso de instrumentos acústico – e não adições de sonoridades eletrônicas – fazem esse álbum se destacar um pouco mais do pop atual. Contudo, apesar de ser um álbum bem coeso, a algumas faixas falta o impacto ou o carisma, e acabam por passar despercebidas. “Lost In Japan” é uma das faixas mais gostosas de se ouvir, com um quê de funk, que poderia ter sido mais aproveitado em todo o álbum.
As baladas, tão típicas dele, também marcam forte presença neste álbum, e “Perfectly Wrong” talvez seja a mais poderosa, sonora e vocalmente, que esse álbum possui – e talvez a melhor do álbum para mim. 
Apesar do álbum estar muito melhor e mais maduro que os anteriores, parece que ainda falta um pouco mais de personalidade, talvez pela quantidade imensa de compositores e  produtores; falta um pouco mais de alma e profundidade no conjunto da obra. O álbum é linear, diverte, distrai, mas não impacta como um todo – para mim, algumas faixas poderia até não estar no álbum. A aparente história que a ordem das faixas contam, como um amadurecimento mental e emocional durante a adolescência, tão cheia de imaturidades e conceitos vazios, dão até um certo charme ao álbum, mas nada que seja tão marcante.
O álbum vale ser ouvido e mostra que Shawn Mendes vem crescendo a cada lançamento, mas ainda há um longo caminho para apresentar uma sonoridade mais única.

Tracklist:
01. In My Blood
02. Nervous
03. Lost In Japan
04. Where Were You In The Morning?
05. Like To Be You (feat. Julia Michaels)
06. Fallin' All In You
07. Particular Taste
08. Why
09. Because I Had You
10. Queen
11. Youth (feat. Kahlid)
12. Mutual
13. Perfectly Wrong
14. When You're Ready

Shawn Mendes - In My Blood

Music video by Shawn Mendes performing In My Blood.
© 2018 Island Records,
a division of UMG Recordings, Inc.

[Lista] 5 clipes inspirados em livros

A literatura serve de inspiração para várias outras áreas artísticas, e a música não poderia ficar se fora. Algumas histórias inspiraram letras, mas na lista de hoje vamos ver como os livros inspiraram os clipes.
Vale ressaltar que alguns clipes apresentam mais relação com as adaptações cinematográficas dos livros do que com os livros em si, mas valeram entrar na lista pela produção.

1. P!nk - "Please Don't Leave Me"
A faixa é o terceiro single do álbum "Funhouse" (2008), quinto álbum de estúdio da cantora. O visual do clipe possui referências nítidas ao "O Iluminado", livro de Stephen King, que foi adaptado ao cinema por Stanley Kubrick, além de alguns elementos de "Louca Obsessão", outro livro de King adaptado aos cinemas.



2. Gwen Stefani - "What You Waitin' For"
No primeiro single de seu primeiro álbum solo, o "Love. Angel. Music. Baby." (2004), Gwen Stefani recriou a viagem alucinada de Alice em "Alice No País Das Maravilhas" e "Alice Através Do Espelho"



3. Björk - "Venus As a Boy"
O segundo single de "Debut" (1993), primeiro álbum solo da carreira de Björk possui um clipe com referências ao livro "História do Olho", de George Baitalles, livro favorito da cantora.



4.  Pitty - "Na Sua Estante"
"Anacrônico" (2005) nos presenteou com uma das faixas mais marcantes da cantora, e com um clipe igualmente incrível. O vídeo é nítidamente inspirado em "O Mágico de Oz", de L. Frank Baum.



5. Os Paralamas do Sucesso - "Busca Vida"
Uma das bandas mais clássicas brasileiras também procurou inspiração nos livros para seu clipe. O clipe para a faixa presente no álbum "Nove Luas" (1996), foi inspirado no clássico "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry.


Mas e ai, vocês conhecem mais algum clipe que poderia estar na lista? Comenta ai.

[News] Gorillaz lança o aguardado "The Now Now", novo álbum de estúdio

Com 11 faixas e produção em parceria com James Ford e Remi Kabaka, banda antecipou projeto com as faixas "Humility" ft. George Benson, "Hollywood" ft. Snoop Dogg & Jame Principle e "Lake Zurick"

O novo álbum de estúdio do Gorillaz“The Now Now”, está disponível em todas as plataformas digitais. Ao todo, são 11 faixas do World´s Most Successful Virtual Act (a banda é reconhecida pelo The Guinness Book, livro de recordes, por ser, em tradução literal, o ato virtual de maior sucesso no mundo). Produzido pelo Gorillaz, com James Ford e Remi Kabaka, o projeto foi gravado no Studio 13, em Londres, em Fevereiro deste ano.
“The Now Now” apresenta a banda evitando a participação de convidados estrelados e focando o projeto no core criativo do grupo: cabelos azuis, sonhador de natureza doce, 2D, nos vocais; inteligente, bonzão e japonês, Noodle, na guitarra; sem esquecer o filósofo nascido no Brooklyn e o talento por trás das batidas, Russel Hobbs, na bateria. E com Murdoc Niccals, temporariamente afastado, o baixo neste álbum ficou por conta de antigo membro da gang Gangreen, Ace.

O vídeo, para a primeira faixa de trabalho do projeto, “Humility”, estrelando um jogo de patinação entre 2D e Jack Black, dirigido por Jamie Hewlett e filmado inteiramente, em Abril, na praia de Venice, na Califórnia (Estados Unidos), foi disponibilizado, para a alegria do fãs, com o anúncio do projeto.

Clique aqui e assista agora ao clipe de “Humility” ft. George Benson:

Além de "Humility" ft. Georger Benson, o deguste para os fãs chegou também por meio das faixas "Lake Zuerich" e "Hollywood" ft. Snoop Dogg & Jame Principle, este, amigo de longa data da banda. Este último lançamento veio ainda acompanhado também de videoclipe inédito, lançado no último dia 21 e que já bate 3 milhões de visualizações.

Clique e assista também ao clipede "Hollywood" ft. Snoop Dogg & Jame Principle:

Gorillaz sairá em turnê com a “The Now Now Tour” tocando por diversos festivais pela Europa, que incluem a participação como headline, em sua única apresentação no Reino Unido neste ano, no Boomtown Festival, Hampshire, com data marcada para 11 de Agosto.

Confira aqui a tracklist completade “The Now Now”:

1. Humility - feat George Benson
2. Tranz
3. Hollywood - feat Snoop Dogg + Jamie Principle
4. Kansas
5. Sorcererz
6. Idaho
7. Lake Zurich
8. Magic City
9. Fire Flies
10. One Percent
11. Souk Eye

Não perca mais tempo, ouça agora "The Now Now" na sua plataforma digital favorita:
Ou, adquira já o seu:
https://www.livrariacultura.com.br/p/musica/musica/pop/the-now-now-2000176762

https://www.saraiva.com.br/gorillaz-the-now-now-10260114.html

[News] Dudu Braga lança "Se Você Pensa", com participação de Roberto Carlos

Dudu Braga se prepara para lançar o DVD “RC na Veia”, um projeto de releituras da fase rockeira do pai, Roberto Carlos. Enquanto o álbum não está disponível na íntegra, o público já pode conferir hoje, dia 29 de junho, o single “Se Você Pensa, que conta com a participação do próprio Roberto Carlos.
A música já está disponível em todas as plataformas digitais (https://SMB.lnk.to/SeVocePensaAoVivo) e o vídeo da gravação pode ser visto no canal oficial do RC na Veia no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=JANdPrus2k0
A banda, que gravou o DVD em outubro do ano passado na Casa Natura Musical, é formada por Dudu Braga na bateria, Alex Capella nos vocais, Fernando Miyata na guitarra e Juninho Chrispim no baixo. Além da participação especial de Roberto Carlos, o projeto contou também com as participações de Andreas Kisser, Digão (da banda Raimundos), Rogério Flausino e Toni Garrido.
Antes da chegada do álbum completo, no dia 13 de julho, Dia do Rock, a banda lançou os singles “Além do Horizonte”, com participação de Andreas Kisser, e “As Curvas da Estrada de Santos”, com participação de Toni Garrido. O projeto inclui outros sucessos de Roberto Carlos, como “Não Vou Ficar” e “É Preciso Saber Viver”, com participação de todos os convidados do projeto, entre outros.

Por Leonardo Alves

[News] Zayn lança cover de música da Beyoncé

O ex-1D Zayn está trabalhando no seu segundo álbum de estúdio, e já liberou três faixas com clipe, "Dusk Till Dawn", com participação de Sia, "Let Me" e "Enterteiner".
Ontem a noite, em sua conta oficial no Instagram, o cantor divulgou um vídeo de um cover que aparentemente estará no seu próximo álbum. A faixa em questão é "Me, Myself and I", originalmente gravada por Beyoncé em seu primeiro álbum solo, "Dangerously In Love", que recentemente completou 15 anos desde o seu lançamento.
A faixa completa foi liberada no Youtube, e vocês podem conferir agora:

Sobre o álbum novo, ainda não há nenhuma outra informação sobre o álbum foi liberada, apenas uma promessa de que logo logo novidades serão divulgadas.

29 junho 2018

[News] Ouça agora "Arise: Extended Version", relançamento do Sepultura

Projeto aclamado e vencedor de platina, chega com 28 faixas originais e remasterizadas 

Em 1983, os irmãos Max e Igor Cavalerafundaram o Sepultura, e, acompanhados por Paulo Xisto Pinto Jr. e Andreas Kisser, venderam 20 milhões de álbuns ao redor do mundo, sendo 3 milhões apenas nos Estados Unidos. Mas foi em 1991 que a formação original do conjunto ganhou grande destaque com seu aclamado álbum “Arise”, ganhador de disco de platina que incluiu faixas como “Under Siege (Regnum Irae)” e “Dead Embryonic Cells”.
Como forma de homenagem a este grandioso álbum, a Rhino e a Warner Music trazem uma nova versão do projeto, agora “Arise: Expanded Version”, que inclui as faixas originais remasterizadas e materiais inéditos de estúdio e de shows ao vivo do grupo, somando mais 28 músicas bônus. O álbum, como já divulgamos, foi disponibilizado digitalmente e agora também ganha uma versão física.
Embalados pelo sucesso do álbum de 1989 “Beneath The Remains”, o Sepultura se reuniu para gravar “Arise” com o produtor Scott Burns na cidade norte americana da Flórida. Tendo como pilares o trash e o death metal, em faixas como “Desperate Cry”, o trabalho mostrou ao público um novo lado da banda, que passou a incluir ritmos tribais em composições como “Altered State”. Esse experimento acabou levando o conjunto a explorar mais essas sonoridades em seus futuros álbuns. 
Entre as novidades, "Arise", inclui músicas nunca antes lançadas como um remix “industrial” de “Dead Embryonic Cells”, uma versão de “Meaningless Movements” em uma sessão de stúdio no ano de 1989 e um cover de “Orgasmatron”, do Motorhead. Entre os destaques nunca antes lançados do segundo disco estão “Infected Voice”“Murder” e “Altered State”.
O projeto gráfico do álbum também foi cuidadosamente pensado. Michael Whelan, que assina a arte da capa da nova versão de “Arise”, também trabalhou com o Sepultura em “Chaos A.D.”, álbum de 1993. Max e Igor Cavalera, fundadorese ex-membros do grupo, inclusive, deram entrevista sobre o processo de confecção da capa.

Clique aqui e confira agora a entrevista completa:

Confira a tracklist completa da versão expandida de “Arise”:

“Arise: Expanded Edition”

CD1:2018 Remaster

1.“Arise”
2.“Dead Embryonic Cells”
3.“Desperate Cry”
4.“Murder”
5.“Subtraction”
6.“Altered State”
7.“Under Siege (Regnum Irae)”
8.“Meaningless Movements”
9.“Infected Voice”

Faixas bônus

10.“Orgasmatron” – Studio Version
11.“Intro” – Instrumental
12.“C.I.U. (Criminals in Uniform)”
13.“Desperate Cry” – Scott Burns Mix
14.“Drug Me”

Arise Rough Mixes

15.“Dead Embryonic Cells” – Rough Mix*
16.“Dead Embryonic Cells” – Industrial Remix*

Arise Writing Sessions (August 1989)

17.“For Our Own Good (C.U.I.)” *
18.“Murder” *
19.“Altered State” *

CD2: Faixas bônus

Arise Writing Sessions (March 1990)

1.“Under Siege (Regnum Irae)” *
2.“Meaningless Movements” *
3.“Infected Voice” *

Arise Basic Tracks

4.“Altered State” *
5.“Dead Embryonic Cells” *
6.“Desperate Cry” *
7.“Infected Voice” *
8.“Meaningless Movements” *
9.“Murder” *
10.“Under Siege (Regnum Irae)” *

Under Siege (Live In Barcelona 1991)

11.“Arise” – Previously Unreleased on CD
12.“Desperate Cry” – Previously Unreleased on CD
13.“Dead Embryonic Cells” – Previously Unreleased on CD
14.“Mass Hypnosis”
15.“Inner Self”
16.“Troops Of Doom”
17.“Beneath The Remains” – Previously Unreleased on CD
18.“Orgasmatron”

Adquira já o seu "Arise: Expanded Version":
Clique na plataforma digital de sua preferência e ouça agora "Arise: Expanded Version":