22 setembro 2017

[Resenha] Amor Súbito

"A regra número um do sargento do BOPE Carlos Mendes Novaes era nunca se envolver profundamente com uma mulher. Elas só eram passatempos dispensáveis após uma noite de sexo, sem o direito sequer de dormir ao seu lado. Afinal, para que um compromisso se ele podia ter várias mulheres ao seu prazer? Para Clara Albuquerque Torres, só há um objetivo em mente: terminar a faculdade de engenharia e provar ao seu pai, que fora negligente durante toda sua vida, toda a sua capacidade de conquistar seus objetivos. E, para isso, não deixaria ninguém distraí-la de suas metas, principalmente um determinado sargento sedutor... Ele tinha uma regra e queria todas. Ela tinha um objetivo e não queria ninguém. Mas um encontro entre os dois faz nascer um súbito desejo, colocando em xeque a determinação de ambos. Uma história recheada de desejos, enganos, distância, dor e muito amor se inicia... O que você seria capaz de fazer por amor???"

O que eu achei?
Amor súbito é o segundo livro da série de Cristina Melo, e se você já leu a resenha de A missão agora é amar, sabe que uma das coisas que mais me encantou na escrita da autora foi o realismo que ela dá a história e na composição das personagens, fiquei encantada e muito animada para ler o próximo livro, então vocês imaginam a minha surpresa ao encontrar uma mocinha que além de muito real, também tem uma característica em comum comigo: fazemos o mesmo curso na faculdade, Engenharia Civil. Pode parecer um simples fato, mas a questão é que mulheres nas áreas de exatas não são muito representadas na literatura contemporânea, mesmo com toda a força do movimento feminista, então este detalhe fez e faz toda diferença pra mim e o livro já começou conquistando um grande espaço no meu coração.

Clara é irmã de Gustavo, protagonista do primeiro livro, e ao contrário do convencional a história de Clara e Carlos, sargento do BOPE, começa bem antes da de Carlos e Lívia, e as histórias se encontram, é claro, já que no primeiro livro a autora já faz menção aos personagens, o que torna a história ainda mais interessante, enquanto lemos uma história sabemos que tem outra acontecendo ali e é bem igual a vida mesmo, várias histórias se acontecendo e se fundindo. AMEI!

Carlos literalmente esbarra com a Clara em um restaurante e garante um banho de macarrão nos dois, que até tentam sentir raiva um do outro, mas ao se olharem a conexão é imediata, pena que todo esse clima bizarro e romântico ao mesmo tempo fosse quebrada por uma ligação no telefone nele, que Clara entende por ser a esposa dele, então corre pro banheiro e foge dele. Mas ninguém pode fugir do destino, ela não consegue tira-lo da mente, e ao sair para se distrair, acaba por encontrar o motivo de sua fuga, e dessa vez não consegue resistir e termina na casa dele.

Ela só não contava em o bonitão não ser casado, muito pelo contrário Carlos é um perfeito mulherengo, e pra piorar ainda mais a situação Gustavo é simplesmente o superior de Carlos no batalhão, então Clara decide que não quer um relacionamento, enquanto ele o dito mulherengo fica completamente enfeitiçado e só sossega quando passa a chama-la de namorada, mas o passado de Carlos acaba gerando muitas incertezas no futuro e uma armação pode colocar tudo a perder, quando a dor é grande demais, fugir pode parecer a única solução, porém quando o amor é verdadeiro, os outros não importam muito menos o tempo, ele sobrevive a tudo e vai dar um jeito de vencer no final.

Uma história leve sobre um amor intenso e sofrido, afinal temos a mania de achar que quando tudo acontece rápido é porque é errado e acabamos fugindo da nossa própria felicidade, e isso “Amor súbito” mostra muito bem. E mais uma vez Cristina Melo vem trazendo uma trama real com personagens reais que fazem cada tom do romance ser encantador, apaixonante e inesquecível para os leitores.

Nenhum comentário

Postar um comentário